O novo modelo de consultas públicas é divido quatro fases: na primeira, foram realizadas 60 reuniões nos bairros, englobando os 75 bairros de Curitiba. Nesses encontros a a população definiu as demandas individuais e coletivas para a região. Na segunda fase, as propostas tiveram validação técnica e jurídica com os orgãos responsáveis. Na terceira etapa, a população selecionou entre 20 prioridades as 10 que considera mais importante, e por fim agora na última etapa que se encerra essa semana, serão escolhidas 5 prioridades que serão contempladas na Lei Orçamentária Anual 2018. Todas as demandas, escolhidas ou não, serão avaliadas pelas secretarias responsáveis.